domingo, 20 de agosto de 2017
Sobre o Território da Música
voltar à página inicial
Artistas de A a Z A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Notícias
Agenda
Leia
Fotos
Promoções
Serviços
 
O Sublime With Rome está pronto para recomeçar - de novo
Tate Montenegro
Redação TDM, 15/12/2014 - 18h52
tamanho
da letra
Foto: Reprodução
Começando do começo: hoje em dia músicas como “Santeria” e “What I Got” são praticamente sinônimos de verão e praia, mas o Sublime só fez sucesso de verdade depois de ter acabado. O álbum autointitulado que marcava a estreia da banda em uma grande gravadora e continha todos os seus hits só saiu dois meses depois que o vocalista e guitarrista Bradley Nowell foi encontrado morto devido a uma overdose de heroína. Logo depois um dos empresários do grupo disse que “como o Nirvana, o Sublime morreu quando Brad morreu”.

Um ano depois o baixista Eric Wilson e o baterista Bud Gaugh fundaram o Long Beach Dub Allstars, que durou até 2002. Depois cada um seguiu seu caminho, mas em 2009 a dupla se reuniu para um show utilizando o nome Sublime, com um novo vocalista e guitarrista chamado Rome Ramirez. Como Nowell tinha inclusive registrado o nome da banda como propriedade exclusiva sua antes de falecer,sua família iniciou uma ação legal que terminou com a nova formação do trio adotando o nome de Sublime With Rome no começo de 2010.

O primeiro álbum, “Yours Truly”, saiu pouco mais de um ano depois. Mas passados alguns meses Gaugh anunciou que estava deixando a banda, e apesar de Wilson e Ramirez continuarem em turnê, convocando o baterista Josh Freese (que toca no Devo e já passou pelo Nine Inch Nails, A Perfect Circle e Guns N' Roses) para assumir o posto de Gaugh, o futuro do Sublime With Rome era um mistério. Até agora.

Conversamos com Rome semana passada por telefone e ele confirmou que o segundo álbum do Sublime With Rome já está sendo gravado, e Rome diz que gostaria de lançá-lo no meio do ano que vem, verão no hemisfério norte. “Mas também acabamos de começar, eu não sei”.

Freese se tornou um membro permanente da banda, e de acordo com Rome “as coisas ficaram bem melhores” dessa forma. “Ficou bem mais despreocupado, bem mais divertido, todas as três pessoas estão curtindo o processo”. A primeira semana de produção tinha acabado dois dias antes de conversarmos, e até então o grupo já tinha “provavelmente sete músicas prontas”.

Talvez nem todas cheguem ao repertório final, mas por enquanto dá para dizer que o novo disco será “um pouco mais rápido e forte”, mais “rítmico” que o anterior. As letras são de Rome, mas as músicas são compostas por todos os integrantes do grupo, que sentam juntos e ficam fazendo jams até “criar algo coletivamente”. Às vezes alguém vem com uma ideia mais elaborada e os outros acrescentam suas partes, mas também acontece de todo mundo partir do zero ao mesmo tempo.

Quem comparecer aos shows que a banda faz no Brasil em janeiro (em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Festival Planeta Atlântida) deve conferir material novo. Rome diz estar ansioso para voltar, pois os fãs “são sempre tão malucos, é meio como tirar férias”, e espera “apenas que seja incrível como sempre é”.

No fim das contas, tem sido uma jornada cheia de recomeços para o Sublime With Rome mas eles continuam parecendo dispostos a continuar. Resta aguardar o próximo impulso.
Artistas relacionados: Sublime With Rome
Relacionadas
Relatar erros
 
ENQUETE
Que tipo de conteúdo você busca num site de musica?
Noticias
Entrevistas
Reportagens longas
Resenhas de discos
Resenhas e fotos de shows
Colunas temáticas